top of page
  • Foto do escritorPatricia

Você conhece os Alimentos "gluten-free"?

Apesar de todo o bafafá" que ele tem gerado entre os grupos focados em uma boa saúde e na galera fitness, o glúten não é algo necessariamente ruim que pode causar danos irreparáveis no corpo – esses malefícios apenas pelo consumo são mais comuns nos casos de alergia.


De forma básica, o glúten é uma proteína presente em diversos tipos de grãos, como trigo, cevada, centeio e malte. Ele é o responsável por aquela elasticidade das massas de pão, bolo, entre outros.


Inclusive, receitas que não possuem glúten, feitas normalmente com farinhas de outros grãos, como arroz, milho ou mandioca, não possuem esse tipo de elasticidade característica, mas nem por isso tem seu sabor alterado!


Outro ponto interessante sobre o glúten é que muitos médicos indicam que a proteína seja introduzida na alimentação dos bebês já a partir dos seus primeiros meses de vida. Essa recomendação tem como foco principal o desenvolvimento da proteção necessária à ela, para diminuir as chances de alergias ou intolerâncias aos glúten na vida adulta.


Por que tanta gente deixa de consumir o glúten?

Ainda que o glúten não seja esse vilão na maioria das dietas, a proteína ainda pode sim causar mal à saúde. Pessoas alérgicas a glúten ou intolerantes podem sim ter problemas sérios e bastante incômodos ao consumir alimentos ricos em glúten, como o acúmulo excessivo de gases nas alças intestinais, que comumente provocam distensão abdominal, diarreia e perda considerável de peso associado – sempre associado a fraqueza física.

Mesmo com um quadro de intolerância em diferentes níveis ou alergias mais severas, não é necessário viver apenas com dietas básicas e sem graça. O mercado atual de alimentos e suplementos sem glúten cresceu muito nos últimos anos e oferece, atualmente, praticidade, sabor e conforto para quem deseja ou precisa mudar seus hábitos em relação a alimentação!


Quais são os alimentos sem glúten?

Se você se deparou com um quadro de alergia, ou decidiu retirar o glúten do seu organismo, pode manter a calma em relação as mudanças! Como explicamos no tópico anterior, essa mudança brusca na rotina vem com novas restrições, mas também como uma imensa lista de possibilidades de consumo para todas as refeiçõas. Conheça alguns alimentos sem glúten:


  1. Frutas;

  2. Legumes;

  3. Vegetais e tubérculos, como inhame, mandioca, batata e batata doce;

  4. Alimentos de origem animal, como carnes, ovos, mariscos e peixes);

  5. Feijão e arroz;

  6. Ervilha, quinoa, lentilha e soja;

  7. Farinha de arroz e farinha de mandioca;

  8. Coco;

  9. Alfarroba;

  10. Milho;

  11. Trigo sarraceno, amido de milho, tapioca e fécula de batata (ou amido de batata);

  12. Polenta;

  13. Cacau;

  14. Óleos vegetais, incluindo o azeite;

  15. Oleaginosas (amêndoas, nozes, castanha, amendoim e pistache);

  16. Leite vegetal e seus derivados (iogurte, manteiga e queijos).

A lista é bem grande e com certeza você já consome uma boa parcela de tudo que tem nela, ou seja, não precisa se preocupar, o foco em uma dieta rica em inúmeras proteínas já é satisfatória, saborosa e mega nutritiva – mesmo com as restrições indispensáveis do glúten free!


É possível também encontrar inúmeras opções substitutivas para alimentos originalmente com glúten em lojas de comidas naturais. Lá você encontra produtos como macarrão, pães e bolos sem a proteína.


Dieta sem glúten também pode favorecer os não intolerantes!

Mesmo para quem não é alérgico ou intolerante ao glúten, iniciar uma dieta livre de glúten é também algo bem interessante. Muito mais do que a perda de peso, que virá mais pela retirada de gorduras saturadas e carboidratos da rotina, o corte de glúten pode ajudar no funcionamento do intestino, além de aumentar de forma positiva os níveis de absorção dos nutrientes consumidos diariamente.

Se você também quiser entrar nesse tipo de dieta glúten free, e melhorar o funcionamento do seu organismo com uma alimentação mais natural, indicamos que busque a ajuda de um profissional. Como o processo de adaptação pode ser complicado no inicio, é importante contar com a expertise de quem entende suas necessidades e pode prescrever um cardápio focado nos seus objetivos!


A dieta sem glúten é uma oportunidade que pode mudar a vida de quem busca opções mais saudáveis para a nutrição do organismo. Continue acompanhando os conteúdos do nosso Blog iFrutus e não deixe de conferir outras dicas sobre as melhores dietas e suplementos para emagrecer.


Deixe também suas dúvidas aqui nos comentários e nos vemos no próximo texto!

11 visualizações0 comentário

Comentarios


bottom of page